Escolinha de futsal
Praticar esportes na infância e adolescência é fundamental não só pela saúde, mas também, traz benefícios para o aperfeiçoamento cognitivo. O esporte desenvolve muitas habilidades, especialmente quando a criança e o adolescente são estimulados a conviverem em grupo. Raciocinar, exercitar a memória e a linguagem, compreender situações e estratégias, ajudam no amadurecimento social e emocional da criança, bem como na aprendizagem em sala de aula.
Aqui no Elo temos a Escolinha de Futsal, em parceria com o PSTC (Paraná Soccer Technical Center - Centro de Treinamento de Futebol do Paraná). Na escola, a importância da atividade física é o principal fator trabalhado, e através da parceria com o PSTC foi adotada uma nova metodologia de ensino do futsal com a finalidade de formar atletas. Aqueles que tiverem melhor desempenho compõem uma equipe que participa de competições e seletivas de jogadores (peneiras).
 
Noite de Autógrafos
Uma noite que valoriza a criatividade e dedicação dos alunos do sexto ano do Fundamental. É assim a Noite de Autógrafos, projeto é desenvolvido aqui no Elo há dez anos e que tem a frente a professora de Português, Denise Almeida Dias. O projeto surgiu através das experiências em sala de aula com produção de textos. Ao perceber tamanha criatividade por parte das crianças, a professora decidiu criar uma oportunidade para que elas pudessem escrever seus próprios livros.
Nas aulas de Produção de Texto do sexto ano são trabalhados os conceitos da narrativa, ligados ao processo da criatividade. Segundo a professora, o projeto contribui, do posto de vista pedagógico, para a segurança dos alunos que passam a compreender melhor a formação e a estrutura de um texto. 
O projeto é trabalhado ao longo de dois bimestres e culmina na Noite de Autógrafos, realizada na última semana de aula. Os temas são diversos e, geralmente, envolvem a realidade de cada criança.
 
Caça ao Tesouro
Levar a disciplina de História para fora da sala de aula e conciliar a atividade com o conteúdo estudado. Essa é a proposta da “Caça ao Tesouro”, projeto desenvolvido há três anos pelo professor Gustavo Gatzke e que surgiu a partir da ideia de uma aluna.
O projeto envolve alunos de diferentes séries. Nele, os estudantes desenvolvem uma sequência de pistas e um mapa, ambos interligados com o tema apresentado pelo professor.
Além de promover a interação entre os alunos, esta atividade contribui para uma melhor compreensão do conteúdo. Para formular as perguntas e articular com o mapa desenhado, os estudantes acabam pesquisando a fundo o assunto abordado.
 
Construindo Elo
As grandes diferenças estruturais entre o Ensino Fundamental I e o II, como tempo de aula, novas disciplinas, maior número de professores, dentre outras, motivaram a criação do projeto Construindo Elo. O intuito é facilitar essa transição entre o 5º e o 6º ano.
No projeto são contempladas algumas ações como reunião com professores, levantamento das principais dúvidas dos alunos e uma aula de vivência.
 
Café ConsCiência
Desenvolver o protagonismo juvenil e trazer para conhecimento dos alunos debate sociais emergentes com o objetivo de se informarem e terem capacidade de interação reflexiva com os temas atuais, essa é a principal proposta do Café Consciência.
Este projeto iniciou-se pela identificação de uma demanda mais reflexiva por parte dos alunos. Inseridos em uma sociedade de consumo e com informações propagadas cada vez mais rápida e sem averiguação de conteúdo, busca-se na Filosofia com debates, oficinas, mesa-redonda, a volta para uma consciência de si e de tudo que influencie a construção de um sujeito na sociedade atual.
A iniciativa partiu da equipe pedagógica e do professor de Filosofia, Gustavo Gatzke. A cada edição, a comissão organizadora seleciona um tema atual e do anseio dos alunos. Assim, ao prestar provas como o Enem e vestibulares, estarão mais preparados para a redação.
 
Intervalo Cultural
Um espaço livre para que os alunos possam expressar sua arte, é assim o Intervalo Cultural. Criado para promover não só a interação, mas também, enriquecer a formação cultural dos alunos.
É realizado diversas vezes ao longo do ano e possibilita um maior aproveitamento do intervalo de aulas de forma descontraída. As apresentações são livres e podem incluir bandas, coreografias, performances, poemas, ou seja, o que o aluno sentir vontade de expressar.